ESPOSENDE E O SEU CONCELHO


segunda-feira, 30 de maio de 2016

De CARLOS BARROS

Imagem do dia.

Município de Esposende

Apresentado em Esposende 
“Projeto de combate às cheias e inundações para a região norte”
Esposende foi, hoje, palco da apresentação pública do “Projeto de combate às cheias e inundações para a região norte” definido pela Agência Portuguesa do Ambiente (APA), numa sessão que contou com a presença do Ministro do Ambiente, João Pedro Matos Fernandes, entre diversas outras individualidades, e que lotou por completo o Auditório Municipal.
A sessão incluiu a assinatura do protocolo “Proteção e Gestão de Riscos, Cheias e Inundações - Construção de um Sistema Intercetor e de Desvio da Área Urbana de Esposende”, entre a Agência Portuguesa do Ambiente e o Município de Esposende. Trata-se de uma intervenção orçada em 4,5 milhões de euros e que visa resolver o problema das inundações na cidade de Esposende, considerada como zona crítica no âmbito do Plano de Gestão de Riscos de Inundação, elaborado pela APA. Na mesma cerimónia foram assinados os protocolos para as intervenções a concretizar em Vila Nova de Gaia e no Porto.
Em Esposende será construído um sistema intercetor e de desvio da área urbana da cidade como sistema de drenagem e controlo de cheias, protegendo a cidade quanto à ocorrência de inundações, procedendo-se à descarga da água a sul e norte da área urbana. Assim, será criado um canal a partir da rotunda da empresa Solidal para norte até Marinhas, numa extensão total de quatro quilómetros, permitindo diminuir significativamente o volume de água que aflui ao sistema de drenagem da cidade, evitando as inundações com origem na água drenada pelas diferentes ribeiras.
Ponte da Barca, Ponte de lima, Chaves, Peso da Régua, Porto e Vila Nova de Gaia são as restantes zonas da região norte que serão intervencionadas ao abrigo deste programa, totalizando um investimento global de 7,5 milhões de euros. O Ministro do Ambiente, Matos Fernandes assumiu que este é “um exercício incompleto”, na medida em que existem 22 zonas inundáveis em todo o país, clarificando, no entanto, que “não tem que haver regiões privilegiadas”, pelo que “muitos outros projetos terão e serão concretizados”. Aproveitou a oportunidade para felicitar os Municípios porque “acreditaram, nunca perderam a convicção e o sentido da necessidade destas intervenções e por isso fizeram os projetos” para que pudessem ser candidatados, já que inicialmente o POSEUR – Programa Operacional Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos não incluía qualquer montante para prevenir cheias e inundações.
O Governante deixou claro que estas intervenções não vão resolver totalmente, mas atenuar o problema das cheias e inundações e sublinhou que “estas medidas têm que ter um complemento de ordenamento de território”, afirmando mesmo que “não podemos continuar a construir onde construíamos”. Matos Fernandes assinalou que “tem que haver um compromisso muito forte” por parte das entidades com responsabilidades no ordenamento do território, depois de ter afirmado que, neste plano, tem que haver necessariamente uma relação de grande proximidade entre a Administração Central e o Poder Local.

Município de Esposende

Ministro do Ambiente inaugurou ETAR’s 
de Esposende e de Marinhas 
Novas infraestruturas representam investimento 
de cerca de 9 milhões de euros
O Ministro do Ambiente, João Pedro Matos Fernandes, inaugurou, esta manhã, as ETAR’s (Estação de Tratamento de Águas Residuais) de Esposende e de Marinhas, infraestruturas que se traduzem num investimento global de 8 milhões 640 mil euros por parte da Águas do Norte, cofinanciados em 70% pela União Europeia, através do Programa Operacional Temático de Valorização do Território, no âmbito do QREN. As novas infraestruturas foram construídas com a mais inovadora tecnologia e vão possibilitar a melhoria da qualidade ambiental do concelho de Esposende.
A ETAR de Esposende, localizada em Gandra, está dimensionada para tratar cerca de 6.750 m³/ dia de águas residuais domésticas, tendo capacidade para servir cerca de 40 mil habitantes. Com a sua entrada em funcionamento, serão desativadas as ETAR’s de Apúlia, de Fão e de Curvos. A nova ETAR permitirá tratar as águas residuais e melhorar a qualidade das águas do rio Cávado e, consequentemente, a qualidade de vida da população local. Por sua vez, a ETAR de Marinhas está apta a tratar cerca de 3.800 m³/ dia de águas residuais domésticas e tem capacidade para servir cerca de 23 mil habitantes, e implicará a desativação das ETAR’s de Guilheta e de Forjães, cuja capacidade de tratamento já está ultrapassada.
O Vice-Presidente do Conselho de Administração da Águas do Norte, José Martins Soares, realçou a importância das novas infraestruturas, nomeadamente para a melhoria da qualidade de vida da população do concelho, e frisou que as novas ETAR’s foram concebidas com base nas melhores soluções tecnológicas.
O Presidente da Câmara Municipal de Esposende, Benjamim Pereira, salientou o “forte investimento” efetuado na construção de duas ETAR’s de “última geração”, infraestruturas que permitem ao Município estar preparado para as próximas décadas no que toca ao crescimento das zonas urbanas do concelho e da sua população.
Traçando um breve enquadramento geográfico do concelho, o Autarca realçou as mais-valias ambientais do seu território, apontando, entre outros aspetos, o Parque Natural do Litoral Norte. Salientando a qualidade ambiental do concelho, Benjamim Pereira deu nota de que o Município possui uma taxa de cobertura de saneamento de 85% e de 100% ao nível do abastecimento de água, notando, ainda, que “Esposende continua a deter uma participação na Águas do Norte, salvaguardando os seus interesses quanto ao sistema em alta e detém 100% de controlo sobre o sistema em baixa através da empresa municipal Esposende Ambiente, uma empresa de referência no sector”.
Terminou a sua intervenção com agradecimentos à Águas do Norte pelos investimentos realizados em Esposende e pela resposta às suas solicitações, bem como “à população de Esposende pela paciência demonstrada relativamente aos inevitáveis incómodos causados pelas obras”. O Presidente da Câmara Municipal expressou, ainda, uma palavra de reconhecimento ao Ministro pela presença, mas sobretudo “pelo que tem feito pelo concelho desde as obras de defesa costeira até à resolução dos graves problemas de inundações da cidade”.
O Ministro do Ambiente, que se fez acompanhar pelo Secretário de Estado do Ambiente, Carlos Martins, afirmou não ter dúvidas da qualidade ambiental de Esposende e regozijou-se com a criação destas novas infraestruturas, que irão proporcionar a melhoria ambiental do concelho. Falando num concelho que, na época balnear 2016 vai ostentar quatro bandeiras azuis, o Ministro vincou a importância destes símbolos de qualidade, considerando que “são exemplos magníficos e visíveis daquilo que é a qualidade ambiental do nosso país”.
Notando que a atual geração de autarcas é “esclarecida e comprometida com a gestão do território”, Matos Fernandes saudou, a propósito, a referência do Presidente Benjamim Pereira ao Parque Natural do Litoral Norte como uma mais-valia, posição que contraria a postura que existia no passado. O Governante referiu que os Municípios são parceiros privilegiados do Ministério do Ambiente na gestão do território, pelo que têm sempre uma palavra a dizer relativamente às ações da Administração Central, nomeadamente em matéria ambiental.
Referindo que Portugal contará com um montante global de 100 milhões de euros de fundos comunitários do “Portugal 2020” para o sector das águas, João Pedro Matos Fernandes notou que “é o mérito da candidatura que vai imperar”, pelo que serão contemplados os melhores projetos.

domingo, 29 de maio de 2016

V.D.J.

1ª Divisão da A.F.B.- juniores-série A
               Jornada 30 

     F. C. Roriz 1 A. D. Esposende 5

Nesta 30ª jornada, precisamente a última, o Esposende foi ao terreno do Roriz e conseguiu uma goleada, mais uma, das muitas que presenteou os seus adversários, consolidando a sua posição de líder desta série A, com 85 pontos.

Penso que a nível do País, em todos os campeonatos, não existiu uma equipa tão goleadora como estes talentosos juniores do Esposende que marcaram, imagine-se, 173 golos, sendo a defesa menos batida, com 26 golos sofridos! Uma façanha desportiva  digna de registo!....
A ADE tem aqui uma boa "fornada" de jogadores que poderão fazer parte do próximo plantel dos seniores para a próxima época desportiva.
Parabéns a estes jogadores, técnicos, coordenador da formação, massagista, dirigentes e demais colaboradores que ajudaram estes jovens a serem campeões e, durante  todo o campeonato, propiciaram grandes exibições e muitos golos que constituem o "perfume" do espectáculo futebolístico.

Felicitações à massa associativa e à claque que sempre apoiou estes jovens atletas da ADE, no rumo às vitórias.
Um relevo especial à comunicação social (Farol de Esposende, Notícias de Esposende, Correio do Minho,  Diário do Minho...) e aos Blogs -esposendeeoseuconcelho, esposendealtruísta...- que propiciaram a divulgação dos resultados e alguns  comentários sobre alguns jogos realizados pela ADE e restantes equipas do concelho de Esposende.
Um abraço desportivo
Esposende, 30 de maio de 2016

Classificação final:

1º ESPOSENDE ...85 pontos - (173-26)
2º F.C. AMARES....78      "     -  (164-32)
3º ÁG. ALVELOS...72      "     -  (139-43)

                                                  V.D.J.
                                               Carlos M. Lima Barros
Nota:
 Sr. João Vilarinho

sábado, 28 de maio de 2016

G.C.D.R. de Gemeses

Ruben Vilas Boas 2º classificado 

na Regata Internacional de Piestany
O atleta do G.C.D.R. de Gemeses, Ruben Vilas Boas foi 2º classificado em K2 500m juntamente com o seu parceiro de embarcação João Pereira.

Ruben já tinha conquista no início da manhã o 6º lugar em K2 1000m.

Direção do G.C.D.R. de Gemeses 

sexta-feira, 27 de maio de 2016

Obituário

É com profundo pesar que o blog comunica o falecimento de Valentim de Azevedo Carneiro
O corpo está em câmara ardente na Igreja Matriz. O funeral ocorrerá no sábado, dia 28, pelas 9h.

O “Blog ESPOSENDE E O SEU CONCELHO” apresenta sentidos pêsames à família enlutada. Paz à sua alma.
Fonte: Agência Funerária de Esposende.

G.C.D.R. de Gemeses

Ruben Vilas boas do G.C.D.R. de Gemeses participa na Regata Internacional de Piestany


O atleta do G.C.D.R. de Gemeses, Ruben Vilas Boas integra a equipa nacional júnior de velocidade que iniciou hoje, 27 de maio, a sua participação na Regata Internacional de Piestany, que se realiza até domingo na Eslováquia.
A equipa nacional participa com 10 atletas, a competir em diferentes categorias.
O Ruben Vilas Boas irá competir em K2 1000m e 500m com o seu parceiro João Pereira.

Entretanto, o G.C.D.R. de Gemeses estará presente com 12 atletas, no próximo fim de semana, 28 e 29 de maio, na Taça de Portugal de Tripulações de Velocidade, que decorrerá no CAR em Montemor-o-Velho.
Nesta competição participam os escalões, sénior, júnior e cadete nas distâncias de 1000m, 500m e 200m. 

Direção do G.C.D.R. de Gemses

Município de Esposende

“Humanizar e Transformar” dá o mote ao Fórum da Educação 2016 do Município de Esposende
Sob o tema “Humanizar e Transformar”, o Município de Esposende vai promover, entre os dias 1 e 9 de junho, mais uma edição do Fórum da Educação.
Este evento, que, desde 2005, o Município tem vindo a promover com o intuito de incentivar a reflexão dos diversos agentes em torno de temáticas relacionadas com o processo educativo, tem constituído um espaço privilegiado para a apresentação e divulgação de trabalhos de investigação, projetos e atividades, promovidos por diversos agentes, desde escolas, instituições culturais e sociais, académicos, empresas, criativos, entre outros.
Esta edição visa aprofundar a reflexão sobre os contributos da Educação para a formação, crescimento e transformação dos indivíduos e das comunidades e o seu papel estruturante, num mundo cada vez mais complexo, para a promoção da dignidade humana e de uma sociedade mais justa e solidária.
O programa integrará momentos de reflexão e partilha de conhecimentos, manifestações culturais e eventos, com a participação de alunos e professores das escolas do concelho.

Município de Esposende

Município promove “Esposende, Terra de Mar” 
2 a 5 de junho
Com o intuito de afirmar o território concelhio como destino de excelência em termos de produtos e serviços ligados ao turismo náutico, à gastronomia dos pratos de peixe e marisco, o Município de Esposende vai promover, entre os próximos dias 2 e 5 de junto, a segunda edição do evento “Esposende, Terra de Mar”.
Ao longo de quatro dias, a cidade será palco de um conjunto de iniciativas, que se repartirão por vários espaços. Assim, a par de outras atividades, o programa integrará o 5.º Encontro da Rede Nacional da Cultura dos Mares e dos Rios, a Feira do Mar, o VII Encontro de Embarcações Tradicionais e o Festival Gastronómico, bem como as comemorações do Dia Nacional do Pescador.

quarta-feira, 25 de maio de 2016

G.C.D.R. de Gemeses

G.C.D.R. de Gemeses "aplica" 4 
no futebol e na canoagem

No passado fim de semana, 21 e 22 de maio, o G.C.D.R. de Gemeses esteve em competição quer com a equipa de futebol quer com a equipa de canoagem.
As duas equipas tiveram em comum o resultado, no futebol 4 - 0 e na canoagem 4º lugar.

A equipa de futebol saiu vitoriosa por 4 bolas a 0, do encontro frente ao CSJ Belinho, que se realizou no Estádio do Marinhas.

A equipa sénior e júnior de canoagem este presente no Campeonato Nacional de Maratona, que se realizou na Vila de Prado, Vila Verde.
No sábado realizaram-se as provas individuais (K1 e C1) e no domingo realizaram-se as provas coletivas (K2 e C2).
O G.C.D.R. de Gemeses alcançou o 4º lugar com 120 pontos, num total de 41 clubes.

Resultados dos atletas do G.C.D.R. de Gemeses

K2 Júnior - Tiago Cruz/Pedro Silva - Campeão Nacional
K1 Sénior - Alfredo Faria - 2º lugar / Miguel Rodrigues - 3º lugar / Bruno Silva - 10º lugar / João Figueiredo - 11º lugar
K2 Sénior - Miguel Rodrigues/José Maciel - 3º lugar
K1 Júnior Fem. - Andreia Azevedo - 5º lugar
K1 Júnior - Pedro Silva - 6º lugar
K1 Sénior Fem. - Inês Saraiva - 7º lugar

O G.C.D.R. de Gemeses aproveita para informar que o BAR da Barca do Lago, já se encontra a funcionar ao domingo.

Direção do G.C.D.R. de Gemeses 

Cruz Vermelha Portuguesa - Delegação de Esposende

De ALFREDO JOSÉ BARROS DA CRUZ


Visita do Ministro do Ambiente


10.ª jornada do Campeonato Concelhio de Futebol de Veteranos


Feira de Velharias

Feira de Velharias de junho destaca peças de vidro
“Vidros e a sua arte. Desde o toucado à mesa de servir” é a temática que estará em destaque na edição de junho da Feira de Velharias de Esposende, que terá lugar no primeiro domingo do mês, dia 5.
Sob a forma de belos utensílios de mesa, de toucado ou como peças decorativas, os vidros fazem o agrado de muito apreciadores deste tipo de peças que, nesta edição poderão encontrar uma vasta gama destes artigos.
Para além do enfoque nas peças de vidro, decorativas ou utilitárias, a Feira de Velharias de junho terá também disponíveis muitos outros artigos e produtos. Este evento constitui uma oportunidade de apreciar, adquirir ou trocar objetos já esquecidos pela moda, que agora renascem sob o estilo vintage. São vários os participantes que disponibilizam peças de grande requinte e qualidade, muito apreciadas por quem gosta e procura este tipo de certames.
O certame realiza-se no Largo Rodrigues Sampaio, entre as 10h00 e as 19h00, e tem entrada livre.

MENSAGENS POPULARES

Dia Nacional do Pescador



(Luís Eiras)

CANTINHO DOS LOBOS DO MAR por Carlos Barros

CANTINHO DOS LOBOS DO MAR
por Carlos Barros

A estacada….

Foi tradição em Esposende, durante longos anos, a utilização da estacada – inúmeras estacas de pinho, espetadas na areia do rio – leito - em forma de  bico, chamado fojo - abrangendo parcialmente   as duas margens do rio Cávado. A rede era presa nas referidas estacas e iam para o fundo, com apoio dos garruchos-cordas presas às estacas-.
Os paus – estacas - eram compradas ou surripiadas pelos pescadores nas bouças e eram espetadas com o auxílio de um maço de madeira. A estacada funcionava em “sociedade” entre os pescadores de Esposende e de Fão, em dias alternados e a rede só podia ser instalada ao nascer do sol e ao pôr-do-sol, tinha de ser retirada, visando a preservação da espécie – ciclóstumes - .

 Os pescadores de Fão - António Borda, Tone Lírio, Arménio, Ascánio…, com os seus barquinhos , colocavam-se  perto do “vértice”-fojo- da estacada e com os seus bicheiros apanhavam as lampreias que se aglomeravam em grande número e os pescadores de Esposende, - Cândido Curico, tio David Loureiro, Santos, João Careca, Zé “Bêbado”, Álvaro e  João  Fá, Serafim,  Guedes…-  procediam da mesma maneira. No dia dezoito de Dezembro era o início da safra da lampreia e terminava a quinze de Abril e nesse período, pescavam-se milhares de lampreias que se vendiam, à unidade ou ao quilo, na época-1960… por vinte  escudos, ou cinquenta escudos conforme a quantidade.
Nos rigores do inverno, com as enxurradas, as redes eram arrastadas e perdiam-se no rio ou no mar, causando prejuízos aos pescadores. No período da estacada era proibido aos pescadores, apanharem lampreias na barra ou no rio, com as fisgas, e tantos os pescadores de Fão, como os de Esposende, mantinha vigilância na barra para impedir que alguém transgredisse, violando, deste modo, o acordo entre os pescadores das duas vilas do nosso concelho. Naturalmente, às escondidas, caçavam-se lampreias porque era muito difícil manter um controlo e vigilância absoluta e, pela “calada da noite”, as lampreias eram fisgadas e só paravam em casa dos transgressores….
O Santos, um jovem pescador astuto, foi para a barra pela tardinha, acompanhado de uns amigos também pescadores e resolveram apanhar umas lampreias,  “à socapa”  e organizaram um plano de actuação para não serem vistos. Com um bicheiro escondido, lá foram eles  para a Foz do nosso rio Cávado, num dia de nevoeiro e não se encontrava ninguém na praia,  pensavam eles!….
No dia anterior, o Milo, mais conhecido, pelo Rosas, tinha apanhado duas lampreias no cais da barra mas, por sorte, não tinha sido descoberto!
Num curto período de tempo, estes aventureiros, apanharam quatro lampreias, muito “taludas” e todos ficaram radiantes até que apareceu uma surpresa! O Tio Guedes que andava na vigilância, no meio do nevoeiro cerrado, viu aqueles “meliantes” com as lampreias e ordenou-lhes que fossem lançadas ao  rio, perante o desespero do Santos que pedia ao Senhor dos Aflitos para que o tio Guedes mudasse de ideias!...
  Caluda, meus vadios, lampreias ao rio e já, senão à “molho” pela certa, ameaçou o Tio Guedes…

As lampreias já condenadas, “viram” uma luz ao fundo do túnel já que o Tio Guedes parecia ser o patrono delas…
Muito desanimado, o Santos teve que lançar as lampreias ao rio e, uma vez libertadas, continuaram a sua “caminhada” provavelmente, a caminho da estacada mas aqui sim, poderiam ser apanhadas porque a tradição assim o permitia…
O Santos olhou para o Álvaro ”Mudo” e para o seu irmão Serafim e disse-lhes:
Ficamos com o dia estragado por causa deste tio Guedes que tem a mania que manda…
Mas quem não arrisca, não petisca, dizia o Santos para os seus amigos, pois amanhã, vamos tentar outra vez, mas só quando o tio Guedes estiver a dormir a sua  soneca lá em casa…
“Pescador de histórias”