ESPOSENDE E O SEU CONCELHO


quinta-feira, 8 de março de 2018

Município de Esposende

Município de Esposende celebra
Ano Europeu do Património Cultural
Comemorações arrancaram em Gemeses
Com o intuito de assinalar o Ano Europeu do Património Cultural (AEPC), que se comemora em 2018 por iniciativa da Comissão Europeia, o Município de Esposende vai promover um conjunto de iniciativas destacando a importância da Cultura e do Património como motor de desenvolvimento social e económico e o seu caráter transversal na sociedade.
O Município pretende dar a conhecer, ainda melhor, a diversidade e a riqueza dos valores locais, através da proteção, valorização e promoção do Património Cultural, desenvolvendo, para o efeito, conferências, exposições, espetáculos, seminários, visitas guiadas, entre outras iniciativas.

Um dos projetos inseridos no âmbito destas comemorações é “À descoberta de…” que, entre outros objetivos, pretende apresentar e valorizar o inventário do património cultural das freguesias do concelho de Esposende. A primeira sessão decorreu no passado dia 4 de março, em Gemeses, no Salão Paroquial, com uma conferência de Ivone Magalhães, do Museu Municipal de Esposende, intitulada “S. Miguel, o Padroeiro - Identidade Histórica e Património Cultural de Gemeses” e registou casa cheia.

A Vereadora da Cultura da Câmara Municipal, Angélica Cruz, frisou a importância deste projeto cultural e do programa de iniciativas associadas à evocação do Ano Europeu do Património Cultural no concelho de Esposende, vincando a importância do seu arranque em Gemeses, terra de passagem do rio Cávado e de união entre margens e onde o Caminho de Santiago é ainda o mais reconhecido património local. Considerou que este tipo de iniciativas constitui uma oportunidade de apresentar outros patrimónios locais igualmente valiosos e de sensibilizar a comunidade para a responsabilidade coletiva da sua preservação.

Angélica Cruz referiu que as próximas iniciativas deste projeto decorrerão em Apúlia e em Rio Tinto. Realçou, ainda, a realização do “IV Trail de Esposende – edição Galaica”, no dia 25 de março, que destaca a história que marca profundamente toda esta região. Desta programação constam duas provas, com partida do Castro de S. Lourenço, em Vila Chã, e término no centro da cidade de Esposende. Ao longo do percurso, os participantes poderão apreciar as belezas naturais das paisagens, presenciando alguns momentos da vida de um dos povoados galaicos mais importantes da região com cerca de 2 000 anos.

Ivone Magalhães interpretou o lugar do ponto de vista da iconografia religiosa, mas também da história local. Explicou a origem da freguesia referindo a importância da Estrada velha ou “Via veteris”, que, vinda desde época romana como caminho entre o mar e as terras do interior, organiza a fundação da freguesia que, desde a época medieval, cresce ao longo desta estrada a partir do cais de passagem. Esta estrada vinha desde o Mosteiro de Leça do Bailio, antiga comenda dos Hospitalários ao tempo da fundação do Reino de Portugal, e seguia até ao castelão do Castelo do Neiva, a que este território pertenceu, remontando à Reconquista Cristã e às suas presúrias, que justificam narrativas populares como a lenda de D. Sapo, um nobre senhor das terras do Neiva, de má fama e sorte, que, reza a história, está enterrado pela Quinta da Torre, em Gemeses, enquanto a sua lápide descansa em lugar sagrado à porta da Igreja de Palmeira de Faro. Esta e muitas outras histórias serviram de mote para se partir à descoberta de outros patrimónios.

Farol de Esposende


Assinatura anual:
Portugal - € 17
Estrangeiro - € 20
Sede e Redacção: Av. Eng. Eduardo Arantes de Oliveira
Estação de Socorros a Náufragos - 4740-204 Esposende
Telefone / Fax 253 964 836